Pranayama: Aprendendo a arte da respiração equilibrada

Kundalini-Yoga-Third-Eye-Yoga

“A vida é um equilíbrio entre reter e deixar ir” ~ Keith Urban

O equilíbrio é a verdade nua e crua da natureza e esse quote acima fala especificamente da respiração. Como diria um grande Yogi, nós somos a respiração que inspira & expira, a linha tênue entre o quanto retemos e o quanto soltamos, cria o equilibrium necessário. Esse equilíbrio que nasce junto com o ser,  é difícil de alcançar na vida diária, mas a antiga técnica do controle da respiração, o Pranayama, pode ser útil para alcançar este equilíbrio.

Como o nome já sugere, “Prana” é a força vital (chi) e ”Yama” é o controle dessa energia, quando os dois são incorporados são capazes de gerar benefícios a longo prazo. Mesmo com o mundo atualmente aceitando e apreciando os benefícios desta técnica milenar, ainda nem todos estão cientes da verdadeira arte do equilíbrio da respiração. Essa arte pode ser facilmente mastreada e compreendida através dos sistemas gêmeos do corpo, popularmente conhecidos como Ying & Yang, o masculino e feminino, Shiva e Parvati, o Sol e a Lua. Para o uso diário e a compreensão básica, eu vou pegar o sol e a lua como exemplo, onde o lado direito é solar e o esquerdo é lunar. Trabalhando em coordenação transversal, o lado esquerdo do corpo está ligado ao hemisfério direito do cérebro e vice-versa.
Praticando a técnica do pranayama, o ser pode alcançar o equilíbrio entre esses dois canais energéticos. O fluxo da respiração interna & externa ocorre simultaneamente a partir de ambas as narinas sob respiração equilibrada. Esse tipo de respiração é experienciada e praticada por grandes profetas, yogis e almas iluminadas. A respiração equilibrada estimula todos os chackras, trabalha sobre os aspectos ocultos da aura humana, estimula o sistema imunológico e retarda o processo de envelhecimento. Além disso, ela abre o chakra do terceiro olho, o chakra ajna, o guardião de imensurável potencial inexplorado pela mente humana em um estado de vigília.

Abaixo está listado certas práticas (realizar na manhã de preferência), juntamente com as suas contra-indicações.

Nadi Shodhana ou Prática Respiratória Alternada 

O que é: Existem três principais sistemas Nadi no corpo (Leia: Nadis, os meridianos da energia do corpo), no qual seu principal é o Sushuma e os outros dois são, Pingala e Ida. A narina direita é conectada a Pingala, e a esquerda, à Ida. Esses dois nadis estão conectados diretamente ao cérebro, que em troca, equilibra os dois hemisférios, levando a um estado natural da mente. Quando a alternação das narinas é praticado, purifica e equilibra ambos sistemas. Quando a respiração começa a fluir livremente e suavemente entre as duas narinas, a mente alcança um estado de felicidade e calma, necessários para acessar os reinos mais profundos da consciência.

Como fazer: Sente-se ereto na posição Sukhasana ou Vajrasana, longe da parede de preferência. Faça o mudra Nakisa com a mão direita, como mostrado na imagem à baixo. Dobre o seu dedo indicador e médio, mantendo o seu anelar e o mínimo linha reta. (Você também pode colocar o indicador & dedo médio na testa entre as sobrancelhas). Agora coloque o polegar na narina direita suavemente e expire pela esquerda. Inspire e expire três vezes à esquerda, em seguida, feche a narina esquerda com o dedo anular imediatamente. Expire e inspire 3 vezes da direita, agora coloque a mão para baixo. Profundamente e lentamente, inspire e expire no centro de ambas as narinas (perceba que a inalação e exalação está acontecendo a partir das narinas). Esse foi o primeiro round.

Nadi-Shodhana-Mudra

Agora realize o mesmo procedimento tudo de novo, mas a partir de sua esquera ao invés da direita. Faça isso durante 12 rodadas, mas começando a partir do outro lado a cada vez. Assim, a sequência é a seguinte: D x3, E x3, Centro x3; D x3, E x3, CX3; E x3, D x3, C x3; E x3, D x3, C X3 …. até que você completar 12 rounds. Você também pode iniciar com 3-4 voltas, aumentando gradualmente a contagem.

Benefícios de Nadi Shodhana: Balanceamento de ar em ambos os hemisférios, limpeza de nadis, ajuda os sistemas circulatório e respiratório, tranquilizando a mente, ativando o centro da intuição no corpo, etc. Cada indivíduo vai experimentar resultados subjetivos, dependendo de sua prática, corpo e nível de concentração .

Contra-indicações: Nenhuma!

Kapalbhati Pranayama

O que é: A palavra “Kapal” significa crânio, em sânscrito – Bhati – luz, emanador de luz & energia para a cabeça através do “bombeamento” de energia do abdômen. O movimento brusco do abdômen sob influência da respiração ajuda a equilibrar os canais energéticos no corpo.

Como fazer: Sente-se de forma confortável na posição de lótus mas distante da parede, e relaxe completamente. Respire fundo e comece a exalar com força e inalar passivamente. Não faça esforço para inalar, deixe acontecer naturalmente. Já quando você exala o ar bruscamente, essa respiração canaliza a energia no abdômen e a “bombeia” para o cérebro. Mova seu abdômen para dentro e para fora dobrando seu corpo, em direção à coluna (como na imagem abaixo). Faça este movimento da forma mais confortável que puder, de 15-20 vezes, e pare se você começar a sentir algum desconforto.

kapalbhati-pranayam

Agora, verifique as narinas colocando o dedo indicador debaixo do seu nariz, veja qual deles está ativo. Ambas devem estar equilibradas. Se não estiverem, perceba qual dos lados está ativo. Rode cuidadosamente a cabeça na direção à narina ativa. Portanto, se sua narina direita está ativa, vire a cabeça para a direita e realize a técnica Kapalbhati de 10 -15 vezes e vice-versa. Verifique a atuação efetiva das narinas, novamente, se elas ainda não estiverem equilibradas, você pode repetir o segundo procedimento.

Os benefícios do Kapalbhati Pranayama: Equilibra os hemisférios cerebrais e a respiração, limpa os pulmões, aumenta a circulação sanguínea, aumenta a força do sistema digestivo e do sistema nervoso, rejuvenesce as células cerebrais, purifica todos os nadis, ajuda na gordura localizada da barriga, remove letargia e eleva a mente.

Contraindicações: Pratique por cerca de 3-4 horas depois das refeições ou com o estômago vazio. Pessoas que sofrem de doenças cardíacas, pressão arterial elevada, dor de cabeça, epilepsia, hérnia, úlceras gástricas e durante a gravidez ou períodos deve evitar este tipo de exercício. Indico à pessoas com hipertensão e problemas cardíacos para praticar esta técnica de respiração sob a orientação de um professor de yoga.

Bhastrika ou Prática respiratória do Pulmão

O que é: Assim como um ferreiro usa um fole para fornecer uma explosão de ar, esta técnica é semelhante ao Bhastrika pranayama, que atua como uma ferramenta localizada abaixo no corpo humano. Ele acelera o fogo digestivo, bomba mais oxigênio para o cérebro e ativa a mente a trabalhar mais rápido.

Como fazer: Sente-se de forma confortável na posição de lótus mas distante da parede e como no Pranayama Kapalbhati, respire fundo. Agora exale bruscamente sem exercer pressão no nariz e inspire bruscamente imediatamente. A única diferença entre esta técnica e a técnica Kapalbhati é que se inspira e expira na mesma velocidade, forma e consciência. Movimente ambas mãos para cima e para baixo com força, enquanto inala e exala. Quando inalar, as mãos vão para cima, e quando exalar, para baixo. Faça este exercício entre 15-20 vezes e verifique suas narinas, perceba qual está ativa. Se ambas estiverem ativas, seu exercício foi perfeito!

Se apenas uma narina estiver ativa, então vire a cabeça na direção da narina ativa. Comece inalando e exalando com velocidade depois de virar a cabeça na dirção pretendida. Por exemplo: se a narina direita está ativa, em seguida, vire a cabeça para o lado direito, e faça como no Bhastrika. Vice-versa para o outro lado, repita isso por 15-20 vezes até que as narinas equilibrem-se.

Benefícios: Equilibra os 3 doshas (Vatta, Pitta, Kapha), acelera o metabolismo, o que é muito bom para as mulheres grávidas durante a dor do parto, equilibra o sistema nervoso, reduz letargia, ajuda na recuperação de bronquite, tuberculose etc.

Contraindicações: Para aqueles com doenças cardíacas, hérnia, úlceras, epilepsia, glaucoma.

~~ *** ~~

Essas duas práticas quando fundidas com outras, como Brahmari (respiração de zumbido de abelha) & Ujjayi pranayama (respiração psíquica) pode-se conseguir resultados inigualáveis em comparação a qualquer forma de meditação.

Existem tantas técnicas do Pranayama como também nas práticas Asanas. Com a prática do pranayama você consegue se conectar a energia universal que gira em torno de tudo e todos. Você passará a se sentir mais calmo, centrado e sensitivo com o que pulsa do seu corpo, mente e respiração. Então pause por um momento, observe sua respiração e sinta a energia fluir!

Obrigado!

Fonte: Fractal Enlig.+ links no texto

Traduzido: NM

Por favor, lembre-se de compartilhar trechos ou textos completos do blog sempre com os devidos créditos!

Anúncios

2 comentários sobre “Pranayama: Aprendendo a arte da respiração equilibrada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s