Por que a Lua é chamada de Mulher?

Nos tempos antigos, o mundo não vivia essa hierarquia patriarcal que vemos hoje em nossa atual forma de vida. Antropologistas e arqueólogos tem concluído que isso é verdade! As mulheres foram os primeiros Xamãs ou Curandeiros dentro da tribo. A mulher foi a primeira a compreender o movimento da terra e o ciclo da vida por estarem intimamente conectadas com esses ciclos, que também ocorrem dentro de seus corpos. As mulheres das tribos entravam em sincronia através de seus ciclos e então todas sangravam juntas. Este é um momento íntimo para se reunir na “Tenda Vermelha” e transmitir sabedoria.

Então venha, seja bem vindo! Eu te saludo, junte-se a mim na Tenda Vermelha!

Ela é uma mulher que está intimamente conectada com os mistérios da lua e na névoa, no meio da noite, ela deve despertar, mais uma vez a uivar sua proeza graciosa. Em muitas culturas antigas, as mulheres entravam em sincronia com a lua. As frequências eletromagnéticas da lua sincroniza com a glândula pineal, que por sua vez, libera os hormônios que indicam a chegada da lua vermelha (início do ciclo da menstruação). Com o campo eletromagnético que nos envolve foi possível o desenvolvimento de muitas formas tecnológicas de execução rápida, que hoje nos possibilitam a produzir diversas coisas, tais como nascimentos sintéticos (in vitro) como também  um controle de natalidade preciso, etc. fato que nos levou a esquecer o toque, o elo que nos une a natureza, a Mãe Terra, Gaya, a lua e a nossa própria natureza humana, por isso nossos próprios centros eletromagnéticos internos estão um pouco embaralhados. Mas não se preocupe, voltaremos a falar disso mais tarde neste post e como se “sincronizar” novamente. Vamos lá!

A raiz da palavra “menstruação”, é o mesmo para lua, mês e medição. A primeira medição do tempo, o primeiro calendário baseou-se no ciclo menstrual. A palavra em Sânscrito (Sanskrit) para ritual e menstruação é a mesma – r’ku. Isso nos mostra o quão profundo é a intuição da mulher com os ciclos do universo e do microcosmos. Essas energias se movem com a natureza: Nascimento, Crescimento, Florescimento, Colheita, Declínio, Morte e Renascimento. Que interagem com as estações: Primavera, Verão, Outono e Inverno. Compare isso com a vida da mulher e você verá a Donzela, a Mãe, a Maga e a Crone (a anciã).

Cada uma dessas energias reside em cada semana do mês para a mulher, e se você está ciente das flutuações dessas energias dentro de si mesmo, você poderá interagir melhor com as conexões energéticas que fluem no universo. Compreender o fluxo dentro do seu corpo é compreender não apenas quando você está fértil, mas também, todo o processo de manifestação. Esse é o porque de ambos, mulheres e homens, podem se beneficiar a partir deste conhecimento, pois a forma em que o corpo feminino flui é um espelho de como tudo flui. Com exceção aos aspectos corporais, os homens podem usar esses fluxos de energia dentro de suas vidas para também manter um fluxo sustentável de energia.

Tenha em mente que esta é a maneira que nossos corpos se sincronizam, isso desde antes a luz artificial ser introduzida. Miranda Grey escreveu em seu livro “Red Moons talks about this stating” (tradução livre: A Lua Vermelha fala sobre seus estados):

“A mulher com o ciclo da Lua Branca, sangra com a escuridão da lua nova e se conecta com os níveis mais profundos de sua consciência, lembrando-a que existe muito mais do que se pode ver, pois ela é a portadora da semente da vida. A mulher com o ciclo da Lua Vermelha, sangra com a lua cheia trazendo as energias e os mistérios de sua própria escuridão para o mundo ao seu redor como um presente e uma oferta das profundezas de sua aprendizagem.”

Primeira semana – Lua Nova (dia 1 – o primeiro dia de sangue – dia 7): Fase de Morte e Renascimento. Energia de inverno.

Este é um tempo em que muitas mulheres tem a sensação de não receberem o devido espaço para compreender plenamente o que seu corpo está as chamando para realizar mas, eu darei algumas recomendações para ajudar, tanto quanto possível em um mundo que foi desligado dos ciclos da Terra da regeneração e sustentabilidade. Encontre uma maneira de se retirar dos negócios ou ocupações do mundo, mesmo que seja apenas por uma hora ou um dia. Por exemplo, uma coisa que eu sempre faço é carregar minha pedra da lua no dia que começo a sangrar como uma forma de comunicação silenciosa ao meu parceiro. Explique à ele que você precisa de espaço para descomprimir e assimilar a eliminação e regeneração que está acontecendo em seu corpo.

Certifique-se de criar a sua tenda vermelha ou seu espaço seguro, com o seu cobertor, almofadas macias, um livro e seu chá favorito. Esse é o tempo de mergulhar internamente e entrar em sincronia com sua xamã ou curandeira interior. Indico também um vestuário de roupa vermelha como vestimenta cerimonial a cada vez que seu ciclo vermelho está presente ou usar certos cristais que segurem o sangue ou a energia do chakra sacral, como cornalina, pedra lunar ou granada. Os antigos dizem que o terceiro dia de seu tempo de sangramento é extra potente, e era usado para pedir uma visão durante este tempo. Trabalhar com o cristal de ametista durante este tempo ajuda a ativar o seu inconsciente sonhador, você pode até criar um diário de sonhos para anotar o que chega até você através do sono. É um ótimo tempo para meditar também.

Seu hipotálamo e glândula pineal estão secretando diferentes hormônios que te permitirá adentrar o mundo espiritual, esse é o ensinamento antigo passado pelas anciãs há milhares de anos. Eles dizem pelo fato da mulher sangrar por muitos dias e não passar para o mundo espiritual, seu espírito pode ver além do véu da realidade física durante este tempo. Esse é o porque das mulheres estarem ainda mais sensitivas durante este tempo., porque eles são capazes de sentir o reino etérico, bem como o físico. Certifique-se de ser gentil com você mesmo durante este tempo, e também quando você “re-emergir”, após a sua hemorragia ter cessado.
Você também pode coletar seu sangue se você estiver usando aqueles coletores menstruais e oferecê-lo para a Terra mais uma vez, já que esta é um dos maiores presentes que temos para dar.

Segunda Semana – Lua Crescente (dia 8-14): Fase de alta energia criativa. Energia de Primavera

Esse é um ótimo tempo para as energias físicas, sexuais e criativas. Seu corpo vai acelerando os hormônios para ovular, e quando o ovo cai e você vai estar se sentindo magnética. Esta semana é mais externa, aflorando a destreza e o sentimento de deusa, de forma tendenciosa para envaidecer-se durante este tempo e é um grande momento para fazer planos, pois a sua mente estará mais clara durante este tempo. Crie coisas, pinte, desenha, seja completamente livre e selvagem criativamente! Dedique seu ovo para a criação de algo novo em sua vida!

Terceira Semana – Lua Cheia (dia 15-21): Fase de Colheita e Celebração. Energia de Verão

É o tempo de celebrar o que você alcançou, criou e o que sucedeu no ciclo e deixar ir o que não foi. Pode ser uma época extremamente sexual para algumas mulheres dependendo quando elas ovulam especificamente ou algumas outras passaram a sentir diferenças em suas modulações a partir do óvulo criado. Se revele em tudo que você tenha criado e tenha certeza de perceber o que não deu certo nesta fase para criar um novo plano. Esse é um ótimo momento para se reunir com os amigos ou sair para dançar; um tempo para se reunir, compartilhar e agradecer!

Quarta Semana – Lua Minguante (dia 22-28): Fase de Libertação e Clareamento. Energia de Outono

Esse é o momento em que seu óvulo começa a descer para o útero, quase formado por completo. Existem duas formas de experienciar essa espiritualização. Você pode sentir que alcançou algo que sua mente propôs no período do verão ou ter a sensação de perda, pois não o fez. Isso tudo ocorre subconscientemente e muitas mulheres são capazes de se relacionar com essa tristeza inexplicável que chega durante este tempo de se aproximação de seu ciclo de vermelho. Muitas mulheres vão começar a sentir que eles querem mudar (algo, por exemplo) para assegurar subconscientemente um espaço seguro durante este tempo na preparação para o seu tempo de sangramento. Este é um tempo para começar a se mover para dentro, para avaliar o que funcionou esta “temporada” e o que não. Realmente mergulhar no sentimento de frustração se você o tiver, e compreender por que você está chateado por o que não aconteceu durante esse tempo e torná-la em uma nova “semente” para o próximo mês e estação do ano que se aproxima. Tome um banho longo, indulgente com luz de velas e óleos essenciais. Prepara e unte seu corpo para a cerimônia de derramamento vindo, rosa e gerânio, bem como lavanda como belos óleos de energia relaxantes e femininos.

Honre e respeite a si mesmo e ao ciclo da energia que você experimentou. Verifique se você tem planos para quando o ciclo vermelho chegar e você terá mais tempo para relaxar, fazer menos obrigações sociais neste momento, pois você vai estar menos emocionalmente disponível e faça refeições preparadas com antecedência, a sopa é uma opção maravilhosa. Prepare-se para as sementes que você vai plantar para a próxima temporada em uma nova manifestação da Lua Nova.

É tão importante estar em contato com cada parte do ciclo da vida. Lara Own descreveu de forma perfeita em seu livro “Her Blood is Gold” (tradução livre: “Seu sangue é ouro”):

“O ciclo menstrual por inteiro é um processo alquímico por si mesmo, durante cada dia a mulher que sangra passa por uma transformação dentro de si mesma. Menstruar significa viver através do ciclo da transmutação em que o passado é derramado e o novo é abraçado. Vivenciando essa transformação através do ritual consciente nos desperta para a nossa conexão com os ciclos que ocorrem ao nosso redor e ao nosso relacionamento com toda a vida”

Nós somos um com a Terra e a Terra está dentro de nós ❤

~~***~~

Este belo artigo foi retirado do Spirit Science e escrito por Jocelyn Daher; traduzido e modificado por NM.

Meio ao texto tem linkado outros posts aqui do blog que podem te auxiliar nos seus estudos sobre este tema, leia também! 😉 Você vai gostar

Por favor, lembre-se de compartilhar trechos ou textos completos do blog sempre com os devidos créditos!

Anúncios

3 comentários sobre “Por que a Lua é chamada de Mulher?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s