QI/Chi: a força vital que equilibra a vida

qi

O conceito de QI tem uma longa jornada teórica e prática na tradição histórica da cultura Chinesa. QI (pronunciado “Chi”) é considerado a energia vital que circula no corpo, e na natureza. O conceito é a principal chave na medicina tradicional chinesa, em que o cultivo e circulação do Chi é realizado através de exercícios que mantém e ajudam na saúde do corpo e da mente.

Por outro lado, as deficiências e bloqueios do fluxo do Chi são as causas de todas as doenças e enfermidades. Por muitos séculos, a medicina chinesa tem tido como principal objetivo manter o equilíbrio do Chi no corpo através de alguns exercícios específicos, tais como Chi Kung, acupuntura, acupressão, massagens, chás com diferentes misturas de ervas e raízes naturais. 

Fora da cultura chinesa, outras tradições reconhecem e integram a ideia da força vital – como o ‘Prana’ nas tradições Hindu. ‘Lung’ no Budismo Tibetano e ‘Mana’ na antiga tradição Hawaiana.  O fluxo do chi no corpo foi estudado amplamente, mapeando os canais e meridianos ao longo do corpo. Esses pontos e meridianos também são a base para a acupuntura e acupressão das massagens terapêuticas.

MEDICINA ANCESTRAL E OS LIMITES DA CIÊNCIA OCIDENTAL

Mesmo que medicinas alternativas tenham se integrado lentamente ao Ocidente, o conceito do Chi continua, de alguma forma, sendo diferente e difícil de integrar com os modelos recorrentes da ciência medicinal. Isso não significa que os nossos 200 anos de ciência moderna tenha colocado à terra esse milenar conhecimento do Chi, mas sim que ele não é facilmente acomodado dentro de suas estruturas e lógicas modernas. 😦  A ciência ocidental é analítica, ou seja, ela explica os fenômenos de acordo com a sua cadeia mensurável e observável subjacente de causa e efeito. Já por outro lado, a medicina chinesa é holística, o que significa que explica fenômenos observáveis de acordo com princípios de ordem superior imperceptíveis que regem a natureza, tais como Chi. Apesar das diferenças entre a ciência moderna e a medicina antiga, eu acredito que o conhecimento científico ainda é jovem, provisório e está sempre expandindo seus horizontes. É perfeitamente possível para a medicina ocidental integrar também a ideia de Chi em sua teoria. Por exemplo, muitos estudos têm mostrado de forma muito clara os benefícios indiscutíveis dos exercícios de Chi Kung e Tai Chi, acupuntura e acupressão. Ainda que a metodologia científica não possa traduzir a ideia, pois se faz imensurável (por enquanto, talvez).

O Poder de cura do chi

Então, mas o que o Chi faz? Ou melhor, quais são os benefícios corporais de manter seu Chi em equilíbrio?

A prática principal de manter e cultivar o Chi, como já dissemos antes, são o Chi Kung e o Tai Chi. Se você for a China e acordar cedo, dê uma volta pelas praças. Você verá desde jovens a idosos praticando os exercícios em grupos ou individualmente. De acordo com seus praticantes, os benefícios se conectam – desde o relaxamento e foco mental para a saúde corporal, imunidade de doenças, boa circulação sanguínea, boa digestão e união das forças internas.

Há muitos estudos científicos que buscam provas palpáveis, um bom exemplo é um estudo realizado em larga escala pela Universidade da Carolina do Norte que concluiu que a prática de Chi Kung é altamente eficaz no alívio da dor e redução de rigidez em pacientes com artrite. Outro estudo publicado no Journal of the American Geriatrics Society (Abril de 2007), mostra como a prática regular do esporte aumenta a produção de glóbulos brancos, revitaliza a medula óssea e aumenta o número de células T no organismo, impulsionando o sistema imunológico.

A prática de Chi Kung foi desenvolvida e aperfeiçoada ao longo dos séculos pelos médicos que descobriram que certos movimentos ou exercícios aumentam a circulação de Chi em todo o corpo e nos órgãos internos. Alguns desses movimentos foram espelhados nos movimentos da natureza, principalmente de certos animais. Isso se alinha com a filosofia taoista que detém ciclos e ritmos da natureza como um dos seus princípios fundamentais.

se mova com A energia

qi-energy

Algumas pessoas podem se desanimar em tentar por pensar que a prática do Chi Kung é algo exotérico e complicado, mas na realidade esses exercícios são movimentos bem simples que podem ser aprendidos facilmente, e sua prática só precisa de alguns minutos de seu dia. Existem muitas formas de aprender, há muitas fontes de estudo online, vou aproveitar para indicar duas fontes legais pra quem quiser aprender: Movimentos do Chi Kung e Fluindo a Energia dos Dez Tesouros. Esses exercícios geram uma leveza indescritível! E o melhor, você não precisa de mais nada para aprender além da sua própria vontade! 🙂 Há também aulas e grupos que se reúnem para praticar pela cidade, só dar uma pesquisada que é fácil de achar. Caso você não encontre práticas em grupo de Chi Kung, há também o Tai Chi, que é outra forma de manter o bom fluxo do Chi no corpo, porém ambas necessitam da sua disposição! rss Seja você praticante ou professor, suas experiências serão muito bem vindas nos comentários abaixo!

Espero que você se anime a praticar, é muito gostoso! Muito obrigado, até a próxima 😉

NM

Fontes: Soul Hilker + Google

Por favor, lembre-se de compartilhar trechos ou textos completos do blog sempre com os devidos créditos!

Anúncios

12 comentários sobre “QI/Chi: a força vital que equilibra a vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s